Notícias

Últimas semanas para realizar a inscrição no curso “Reabilitação do paciente com condições pós-covid”

Mais de oito mil matrículas realizadas; inscrições até 31 de março

A Universidade Aberta do SUS da Universidade Federal do Maranhão (UNA-SUS/UFMA) segue com as inscrições abertas, até o dia 31 de março, para o curso “Reabilitação do paciente com condições pós-covid”. A iniciativa pretende capacitar dez mil profissionais de todas as regiões do Brasil. Mais de oito mil profissionais já se inscreveram no programa e 25% já concluíram a capacitação.

Segundo a coordenadora geral da UNA-SUS/UFMA e diretora da DTED/UFMA, Ana Emilia Figueiredo de Oliveira, o objetivo é alcançar ainda mais profissionais do país que atuam no processo de reabilitação no âmbito hospitalar, ambulatorial e domiciliar, tais como: médicos, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, fonoaudiólogos, nutricionistas, assistentes sociais, profissionais das equipes da Atenção Primária, entre outros e demais interessados pela temática.

“Presente em 99% do território nacional com projetos inovadores, a UNASUS/UFMA é reconhecida pela qualidade de seus Cursos e Plataformas, quantidade de produção científica e pelas inovações tecnológicas e pedagógicas. Assim, espera-se um número grande de inscritos em todo o território nacional, haja vista a importância da temática”, frisou.

O curso, fruto da parceria entre o Ministério da Saúde e a Universidade Federal do Maranhão, por meio da Diretoria de Tecnologias na Educação (DTED/UFMA), Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS/UFMA) e Grupo SAITE (CNPq/UFMA), possui carga horária de 45 horas e início imediato, sendo ofertada na modalidade a distância (autoinstrucional). O certificado é gratuito, reconhecido pelo MEC e validado pela UFMA.

Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 56.635 novos casos de Covid-19 em todo o país, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 10, pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Ainda que recuperadas, é comum as pessoas apresentarem sintomas residuais ou desenvolverem novos problemas de saúde.

Em entrevista à Radioagência Nacional, o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do MS, Hélio Angotti Neto, explica que a reabilitação de pacientes após a infecção pelo coronavírus ainda oferece muitos desafios. “É uma doença ainda muito nova, está em evolução diante dos nossos olhos e é potencialmente letal, aguda e oferece muitos desafios para a ciência", disse.

Temáticas abordadas

A Covid-19 é responsável por diferentes manifestações no corpo da pessoa infectada, que podem ser classificadas em sintomas respiratórios, músculo esqueléticos, digestivos e até neurológicos. De quadros moderados a graves, diversos pacientes podem continuar a sofrer de efeitos tardios da doença. Condições com duração indeterminada requerem intervenções específicas.

A diretora da DTED reforça que a capacitação permitirá ao cursista ampliar os conhecimentos que já possui. “O conteúdo do curso foi planejado com o intuito de qualificar e ampliar os conhecimentos dos cursistas quanto ao cuidado especializado e humanizado destinado aos pacientes que apresentam condições clínicas pós-covid. O propósito é que a assistência seja ofertada de maneira individualizada, com estratégias que visem o aumento na qualidade de vida do indivíduo”, explicou Ana Emilia.

Dessa maneira, o curso apresenta três unidades contendo os seguintes conteúdos: Unidade 01: Reabilitação neurofuncional do paciente com condições pós-covid; Unidade 02: Reabilitação cardiorrespiratória do paciente com condições pós-covid; Unidade 03: Reabilitação das funções mentais, cognitivas e psicológicas após quadro de covid-19.

Cadastrado Por: Maiara Pacheco
Ultima edição Por: Maiara Pacheco
Data de Publicação: 11/03/2022