Notícias

Conheça estratégias de prevenção e promoção à saúde na primeira infância

Veja os cursos da UNA-SUS/UFMA para auxiliar profissionais na APS no cuidado e bem-estar infantil

Para reduzir a mortalidade de crianças menores de 5 anos de idade, garantir qualidade de atenção à saúde, tanto nos serviços de saúde quanto nos domicílios e na comunidade, fortalecer ações preventivas na infância e diminuir a incidência e gravidade dos casos de doenças infecciosas, especialmente pneumonia, diarreia, parasitoses intestinais, meningites, tuberculoses, malária, sarampo e distúrbios nutricionais, existe a estratégia de Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância (AIDPI).

A AIDPI foi elaborada pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), Organização Mundial da Saúde (OMS) e Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef). No Brasil, a estratégia foi adaptada às características epidemiológicas da criança e às normas nacionais. “O Brasil também possui estratégia de proteção e apoio ao aleitamento materno, com ações desenvolvidas em unidades hospitalares e na Atenção Básica. A Estratégia Nacional para Promoção do Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável no Sistema Único de Saúde, conhecida como ‘Estratégia Amamenta Alimenta Brasil’ busca promover a amamentação por dois anos de idade ou mais, sendo de forma exclusiva nos primeiros seis meses de vida e complementada com alimentos saudáveis a partir dessa idade”, destacou o Ministério da Saúde.

A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC), também possui em seus eixos a Atenção Integral a Doenças Prevalentes na Infância. Entre os principais objetivos estão:

  • Melhorar a qualidade da atenção prestada à criança por profissionais de saúde, em especial na Atenção Primária à Saúde;
  • Melhorar a organização dos serviços de saúde, promovendo ações de promoção e prevenção em saúde infantil;
  • Melhorar o acompanhamento do crescimento e desenvolvimento nos primeiros anos de vida.

Com abordagem integrada no tratamento e prevenção das doenças de maior prevalência em crianças menores de 5 anos, a AIDPI apresenta um conjunto de medidas de avaliação baseadas em sinais e sintomas relacionados a estas doenças, classificação da gravidade e tratamento oportuno, e o acompanhamento dos indicadores de atenção à saúde da criança.

Cursos para a utilização adequada dos mecanismos de vigilância do desenvolvimento infantil

A saúde dos pequenos é um tema que merece atenção especial. Ao mesmo tempo que estão desenvolvendo as suas capacidades físicas, motoras e comunicacionais, eles são seres frágeis e mais vulneráveis.

Por isso, a UNA-SUS/UFMA ressalta a importância da promoção do cuidado infantil por meio dos cursos:

As capacitações são gratuitas, tem início imediato e as inscrições podem ser realizadas no site unasus.ufma.br. O certificado é gratuito e validado pela UFMA.

As ofertas são frutos da parceria entre a Diretoria de Tecnologias na Educação (DTED/UFMA), por meio da Universidade Aberta do SUS da Universidade Federal do Maranhão (UNA-SUS/UFMA) e Ministério da Saúde.

 

Com informações do Ministério da Saúde.

Cadastrado Por: Maiara
Ultima edição Por: Maiara
Data de Publicação: 06/09/2022