Notícias

Paralisia Cerebral: Deficiência mais comum na infância é tema de curso da UNASUS-UFMA

A capacitação tem início imediato e é ofertada 100% on-line

De acordo com o Ministério da Saúde, a Paralisia Cerebral (PC) é considerada a deficiência mais comum na infância. Ela é caracterizada por alterações neurológicas permanentes que afetam o desenvolvimento motor e cognitivo, envolvendo o movimento e a postura do corpo. Com o objetivo de auxiliar os profissionais de saúde quanto à assistência dessa população, a UNA-SUS/UFMA oferta o curso “Atenção à Pessoa com Paralisia Cerebral (PC)”.

Atualmente, há cerca de 17 milhões de pessoas em todo o mundo que vivem com paralisia cerebral. Segundo dados fornecidos pelo movimento internacional World Cerebral Palsy Day, 1 entre 4 crianças diagnosticadas não fala, 1 entre 3 não anda e 1 entre 2 apresenta deficiência intelectual. A PC afeta aproximadamente 500 mil crianças e adultos, com cerca de 8 mil bebês e entre 1.200 e 1.500 crianças em idade pré-escolar diagnosticadas a cada ano.

CAPACITAÇÃO – Lançado em fevereiro desse ano, o curso “Atenção à Pessoa com Paralisia Cerebral (PC)” tem conquistado público e registrado cerca de mil matrículas por mês. Com carga horária de 30 horas, a capacitação aborda os cuidados em saúde ofertados à pessoa com Paralisia Cerebral, diagnóstico, fatores de risco e condições associadas, bem como os procedimentos corretos no que diz respeito aos tratamentos e acompanhamentos dessa população.

A oferta é gratuita e na modalidade a distância com metodologia autoinstrucional, ou seja, sem a mediação de tutores. O público-alvo são profissionais que atuam no SUS envolvidos no cuidado à pessoa com deficiência, tais como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas e cirurgiões-dentistas; além de profissionais de nível técnico, acadêmicos e demais interessados na temática abordada.

A oportunidade educacional é fruto da parceria entre a Diretoria de Tecnologias na Educação (DTED/UFMA), por meio da UNA-SUS/UFMA e Ministério da Saúde - por intermédio da Coordenação-Geral de Saúde da Pessoa com Deficiência (CGSPD/MS). O certificado é gratuito, reconhecido pelo MEC e validado pela UFMA.

Cadastrado Por: Maiara
Ultima edição Por: Vinícius Menezes
Data de Publicação: 26/07/2022